sexta-feira, 6 de novembro de 2015

# fictions # Pitacos

[Resenha] O Vendedor de Flores de Moscou

Um certo dia, estava eu entediada no facebook quando vi um post no grupo oficial do Nyah!Fanfiction convidando os membros que tivessem um blog a ler as fics dos desafios e escrever sobre elas. Ultimamente tem sido difícil encontrar uma fic que me chame atenção mas mesmo assim, gostei da ideia e fui atrás da fic que comentaria. Claro que escolhi uma do tipo de fic que mais me agrada: Yaoi (relacionamento homossexual).

Título: O Vendedor de Flores de Moscou
Sinopse: Alexey, um prostituto de Moscou capaz de fazer tudo por uma amizade... e por um naco de carne. Sedução, encanto e manipulação marcam a sua história.

Autor: Evo Gonzales
Classificação: +16
Categorias: Originais
Personagens: Indisponível
Gêneros: Yaoi
Avisos: Canibalismo, Homossexualidade, Violência


Entre os títulos, essa foi a história que me chamou atenção tanto em “paring” como em “título” (personagens originais x título da história). O porque disso? Só feeling.
Fiquei imaginando o clima de uma história em Moscou com um garoto vendedor de flores, com conteúdo yaoi e minha mente gostou da ideia. Acho que foi isso que aconteceu e "a mágica" não se repetiu com outros títulos.

Apesar das dicas na sinopse eu não percebi o aviso de canibalismo, mas isso não altera nada, certo? Certo. Digo isso porque depois que vi o aviso, em nada mudou o que eu achei da fic.

O Alexey seduz não só os homens dele, mas senti que faz o mesmo com o leitor. Bom, ele me seduziu, okay? E fiquei imaginando as feições, os sorrisos escondidos e tal.

A escrita é suave e talvez por ser one-shot (capítulo único) fique mais fácil a leitura. Sobre o fato de ser yaoi e ter relacionamento sexual entre homens, ela não chega a ser “agressiva”, digo, o ato existe, está lá, mas não é imposto ao leitor. E isso é bom. (principalmente pra quem nunca teve contato com o Yaoi, essa é uma boa fic para iniciar) Talvez o fato de acontecer em 1922 contribua para esse modo de escrita ou talvez essa seja mesmo uma característica da escrita do ficwriter.

Ao final estranhei apenas dois pontos na fic (e isso não chega a ser pontos negativos):
  • Taxi em 1922.  O que tem demais nisso? Então eu fiquei com uma sensação de "já existia esse termo"? Devia ter mesmo, mas quando li essa história tinha acabado de sair da leitura de Sherlock Holmes e lá o taxi chamava 'carros de aluguel' ou coisa assim. Mas depois compreendi minha falha... eu estava lá em 1880~1890 lá na Inglaterra... Aqui estamos em 1922 na Rússia. Quase 100 anos de diferença (mintira, nem 50 anos). =p
  • O segundo ponto foi a menção ao Brasil... Pode ser besteira minha (e provavelmente é) mas achei meio desnecessária... Apesar dela ter dado um bom efeito no texto. o.o


Eu esperava um final fofo, admito, algo como "e então eles se apaixonaram verdadeiramente e viveram felizes para sempre". Insira infinitas risadas aqui. Mas o que aconteceu foi bem melhor!

Recomendo a leitura pra quem gosta do gênero yaoi e/ou pra quem nunca teve contato e quer conhecer.
O Vendedor de Flores de Moscou é uma história de Evo Gonzales que pode ser encontrada no site no Nyah!Fanfiction. O conteúdo desse post é apenas minha opinião sobre a leitura que fiz.

2 comentários:

  1. Olá. eu gostei da sua resenha, é bem o tipo de coisa que eu gosto de ler, deixa fluir e fala o que pensa sem exageros.
    Beijocas!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opa! Obrigada Milla. Fico feliz que tenha gostado e dei um pulinho de felicidade aqui por não ter ficado exagerado. Normalmente sou do tipo que exagera. rs.

      Excluir

@soratemplates